Craque da seleção empolga alunos do futsal no Sesc Camillo Boni

711

Na tarde de quarta-feira, 28 de junho, alunos do futsal do Sesc Camillo Boni receberam o ala da seleção brasileira de futsal Marcênio, que é de Campo Grande e, embora atualmente viva na Rússia, está na Capital para férias com a família. Os alunos, que têm entre 09 e 13 anos de idade, receberam o craque com entusiasmo e além de trocar dribles com o jogador tiraram suas dúvidas sobre a atuação profissional.

“O Marcênio é de Campo Grande e chegou à seleção brasileira e isso é um grande incentivo. Quem um dia sonha em ser jogador pode se sentir mais estimulado”, diz o analista de esporte e professor de futsal do Sesc Camillo Boni, Hécules Campos, que também disputou campeonatos no Estado ao lado de Marcênio. Hércules ressalta que o Sesc ao longo dos anos atuou mais recreativo e recentemente se volta também ao rendimento.

Marcênio revelou que ao encontrar os alunos na quadra do Sesc reviveu sua luta em busca de colocação. “Comecei assim, reflete minha juventude e busquei o que está acontecendo na minha vida, nada foi por acaso. Com certeza ações como esta que ajudam o esporte de Campo Grande e do Estado a crescer são importantes e podem ser oportunidade enorme para essa garotada”.

“Meu sonho é ser jogador, mas sei que a chance é de um em um milhão, então, além de me esforçar muito no treino tento me dedicar ao máximo na escola. Conhecer o Marcênio foi uma experiência fantástica, ele tem uma bagagem incrível, é muito humilde e legal”, animou-se Sérgio Henrique, de 13 anos.

José Arão, de 13 anos, diz que encara o futsal somente como esporte e lazer, mas se animou com o encontro com o craque. “É muito interessante porque é um jogador profissional, gostei muito.

Cauet Rabelo, de 12 anos, tem sonho de ser jogador profissional e, para ele, conhecer Marcênio foi oportunidade de aprendizado. “A gente aprende que quando se perde não é preciso ficar triste, ele nos ensinou coisas úteis para a vida”.

Ala da seleção – Marcênio foi o substituto do craque Falcão, camisa 12 do Brasil, nas eliminatórias disputadas em 2016 no Paraguaio. Aos 29 anos, nascido em Campo Grande, Marcênio despontou no futsal com a camisa do Carlos Barbosa (RS), onde conquistou três Campeonatos Gaúchos, uma Liga Nacional, uma Taça Brasil, uma Libertadores e um Mundial. No fim de 2012, porém, o ala trocou a Serra Gaúcha pela Rússia para atuar pelo Gazprom-Ugra, uma das principais equipes do futsal local.

Serviço – As aulas de futsal do Sesc acontecem na unidade Sesc Camillo Boni localizado na Avenida Afonso Pena, 3469. Mais informações pelo telefone 3311-4300 e no site www.sesc.ms